Fornecedores: como escolher e gerir dentro do seu negócio?

O gerenciamento de um negócio inclui diversos processos que visam garantir a satisfação do consumidor final de forma lucrativa para a empresa. Ao elaborar boas estratégias para a administração do seu negócio, é preciso se certificar de que todas as etapas do seu serviço estejam alinhadas em termos quantitativos e qualitativos.

Nesse momento, a escolha de fornecedores ideais faz grande diferença no andamento da empresa!

Você, ou seu gestor de compras deve ser responsável pela aquisição de bens, matérias-primas e contratação de serviços que auxiliam no funcionamento geral da empresa. Logo, o processo de captação, seleção e gestão dos fornecedores requer uma ótima visão de parceria comercial, estabelecendo uma relação benéfica para ambas as partes.

Conheça as dicas do Grupo Brandili para entender o real papel desempenhado pelos fornecedores no crescimento do seu negócio, impactando diretamente no seu estoque e prazos de atendimento do cliente final.

Aprenda também o passo a passo para conquistar uma cooperação lucrativa e saudável com fornecedores confiáveis e como manter uma relação duradoura com eles. Confira!

Como faço para encontrar bons fornecedores?

Há diversas etapas que você deve realizar para não ter prejuízos após contratar seus futuros fornecedores! Confira as dicas que o Grupo Brandili preparou para você:

1 – Defina quais são as necessidades da sua empresa

A capacidade de reconhecer boas oportunidades de negócio parte do princípio de ter objetivos claros e diretos. O que isso significa na prática? Você deve estar ciente de quais são as demandas do seu negócio, a quantidade necessária, o recurso financeiro disponível e o tempo necessário para que o ciclo de vida dessa demanda inicie novamente.

Documente todos esses pontos com o máximo de detalhes possíveis para que você tenha uma visão clara de que tipo de serviço e produtos necessita. Assim, fica mais fácil estipular parâmetros condizentes na hora de selecionar os melhores fornecedores para o perfil da sua organização, evitar custos adicionais e confusões em relação a datas de pedidos e prazos de entrega.

2 – Faça contato com o fabricante

Considerando a logística comercial, quanto maior o número de intermediários na cadeia produtiva, mais caro sairá o preço final pago pelo consumidor. Para ser uma empresa competitiva, você precisa ser criativo na diminuição dos seus gastos para tornar o preço do seu produto mais atraente.

Por isso, vale a pena contatar o fabricante dos materiais usados ou revendidos pelo seu negócio para ter acesso a preços mais baratos.

Caso o pedido mínimo dele seja bem mais elevado do que a sua demanda, requisite a lista de empresas distribuidoras usada pelo fabricante na hora de vender a produção dele. Dessa maneira, você começa a sua pesquisa por fornecedores utilizando uma fonte segura e confiável.

3 – Levante informações com os potenciais fornecedores

Ao identificar uma grande quantidade de fornecedores em potencial por meio de indicação de outros lojistas e procurando marcas pelas redes sociais, você tem condições de criar uma base de dados consistente de provedores de serviços que se pode recorrer caso necessite futuramente.

Para aumentar a sua lista de possíveis fornecedores e sofrer risco de dependência e desabastecimento de estoque, você pode:

  • Procure na Internet por palavras-chaves! Se você trabalha com vestuário, por exemplo, pesquise por “fabricante de vestuário”, “revendedor de roupas infantis” ou então “atacado de moda feminina”;
  • Visitar feiras voltadas a sua área de atuação, monitorando a concorrência do mercado;
  • Olhar constantemente catálogos e revistas com as últimas tendências do mercado;
  • Verificar o nome do fornecedor impresso na etiqueta do produto que você precisa;
  • Visitar grandes centros comerciais da sua cidade relacionados ao seu nicho.

Em seguida, faça o contato com cada um deles, repassando as necessidades da sua empresa e mostrando interesse em selecioná-los como seu futuro fornecedor. Durante a conversa, obtenha o máximo de informações sobre a empresa. Repare na forma como eles te atendem, respondem às suas dúvidas e se estão aberto à negociação.

4 – Busque avaliações dos clientes anteriores

Faça uma pesquisa por feedbacks de clientes das empresas que você está considerando para o fornecimento do produto ou serviço buscado. Avalie que tipo de reclamação é mais comum e, principalmente, como a empresa corrigiu o problema.

5 – Utilize critérios para seleção

Para filtrar a sua base de dados, é importante criar alguns fatores que te auxiliarão na hora de selecionar até 4 opções para a rodada final de negociação. Dentre os critérios, não se esqueça dos principais, como:

  • Localização da empresa fornecedora;
  • Análise das referências levantadas anteriormente;
  • Qualidade do produto e serviço;
  • Capacidade de fornecimento da empresa;
  • Orçamento final;
  • Prazos e formas de entrega.

Há ainda outros dois fatores que podem contribuir para essa primeira seleção. A análise da qualidade da mercadoria possibilitada pela solicitação de amostras e a forma de pagamento que dá para conciliar os prazos de pagamento do cliente, de permanência dos produtos em estoque e da entrega do fornecedor.

Se a empresa ofertar a opção de estender o prazo de pagamento, fique alerta para as taxas de juros aplicadas sobre o valor final. Esse tipo de acordo nem sempre é vantajoso para a sua empresa!

6 – Escolha o fornecedor com mais vantagens para o seu negócio

Após toda a avaliação realizada nas etapas acima, a decisão pela contratação do melhor fornecedor ficou mais facilitada. Tenha em mente que a escolha deve se basear nos critérios analisados previamente para garantir que não ocorra um descontrole do estoque e da qualidade da mercadoria, o que pode prejudicar seriamente a imagem que o cliente tem da sua empresa.

Ainda que sua equipe de compras siga um processo cuidadoso e detalhado de seleção, vocês estão sujeitos a ficarem insatisfeitos com o fornecedor contratado. Caso isso aconteça, verifique a possibilidade de encerrar o contrato e troque o fornecimento por outra empresa do seu banco de dados.

Como gerir meus fornecedores?

A gestão de fornecedores necessita de monitoramento constante para não impactar negativamente no andamento da sua empresa. Esse é o momento de aplicar a política de compras e seguir as etapas de acompanhamento por meio de inventários, softwares de gestão de estoque, por exemplo.

Podemos elencar 5 condições que influenciam na boa gestão de fornecedores. Veja quais são eles:

  • Conhecimento dos processos internos que asseguram a cadeia produtiva da sua organização;
  • Manutenção de um relacionamento transparente com os fornecedores;
  • Compreensão da logística utilizada pelo seu fornecedor para entregar o seu pedido;
  • Monitoramento do seu nicho de mercado para entender como está a flutuação dos custos envolvidos;
  • Avaliação periódica dos fornecedores sobre a qualidade e consistência da prestação de serviço.

A administração de um negócio requer a construção de relações confiáveis, principalmente com seus fornecedores. O processo de seleção e gestão que abordamos hoje visa acelerar a busca por bons fornecedores que atendam a sua demanda com excelência.

Gostou do conteúdo que trouxemos? Continue acompanhando o blog do Grupo Brandili e fique por dentro de conceitos importantes para o mundo empresarial e que vão te ajudar a gerir sua empresa com sabedoria!

Até o próximo post!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Deixe um comentário