Entenda tudo que você precisa saber sobre phygital

O phygital é uma das mais novas tendências da tecnologia para o varejo. Esse termo resulta da união das palavras em inglês para “físico” e “digital”. Ele é uma das várias estratégias de omnichannel, usada em várias empresas de sucesso ao redor do mundo todo.

Esse tipo de estratégia busca integrar os mundos físicos e digitais na hora de fazer negócios. Por esse motivo, muitas pessoas acreditam que ele seja o futuro das relações entre lojistas e clientes. De modo geral, o phygital coloca o consumidor como protagonista das experiências híbridas!

mulher usando notebook para fazer compras na internet

Nós preparamos este conteúdo com tudo que você precisa saber sobre o phygital. Te explicaremos o que é, como o termo surgiu, qual o perfil do consumidor e, ao final, mostraremos como adequar seu negócio a esse formato! Confira!

O que é phygital?

O termo phygital — ou phydigital — vem da junção das palavras em inglês “physical” e “digital”, em português é físico e digital, respectivamente. Uma adaptação para a nossa língua pode ser “figital”. De maneira simples e rápida, o conceito é a combinação do mundo dos negócios físicos com o digital.

Para que isso aconteça, é preciso colocar a experiência do cliente como prioridade. Em primeiro lugar, a integração é feita quando se anexa algumas das funcionalidades digitais ao mundo físico do cliente. Em outras palavras, é uma experiência híbrida e que acontece em vários canais simultâneos.

O cenário atual para o varejo em diversos nichos requer a presença nos ambientes digitais e presenciais. Isso leva o empreendedorismo a um patamar nunca visto antes. Dessa maneira, é fundamental trabalhar a relevância do seu negócio nos mundos online e offline!

Para te ajudar a entender melhor o que é o formato phydigital, continue a leitura e veja alguns exemplos!

Exemplos práticos de phygital

Muitas empresas têm investido em integrar a experiência digital e física. Isso acontece com grandes nomes do mercado como Disney e Amazon, bem como com pequenos empreendedores. Veja alguns exemplos de phygital:

1. Amazon Go

O Amazon Go é uma loja com produtos da gigante do varejo com o mesmo nome. Porém, não possui nenhum atendente. Isto é, o consumidor entra na loja, escolhe e paga os produtos completamente sozinho. Essa tecnologia ainda não chegou ao Brasil, mas tem feito muito sucesso no exterior.

pessoa usando o site da amazon em uma tela touch screen

2. Totens de autoatendimento

Você já deve ter percebido o surgimento — e aumento — dos totens de autoatendimento. Eles estão presentes em redes de fast food, estacionamentos pagos e até em órgãos públicos. Tais aparelhos, independente da finalidade, realizam suas funções a partir de uma interação digital e entregam os resultados de forma presencial.

3. Disney Magic Band

A gigante dos parques de diversão e entretenimento não fica de fora do mundo phydigital. Em um determinado parque da Disney, o visitante tem acesso ao seu quarto, brinquedos e várias outras funcionalidades por meio de uma pulseira, a qual tem todas as informações necessárias para que o usuário tenha uma experiência mais fluida e confortável.

Está gostando deste post? Então, aproveite para ver sobre as diferenças entre loja licenciada e franqueada!

4. Realidade virtual

Empresas de diversos ramos como construtoras, concessionárias de veículos e até lojas de roupas têm investido na realidade virtual. Ela é um ambiente digital no qual a pessoa se sente como se estivesse lá mesmo. Por exemplo, em alguns lugares, é possível escolher as cores e opcionais de um carro no mundo virtual, depois retirá-lo fisicamente na concessionária.

5. Realidade aumentada

Apesar de parecida, a realidade aumentada (RA) não deve ser confundida com a virtual. A RA é uma tecnologia que permite visualizar elementos virtuais interagindo com o mundo real. Por exemplo, lojas de móveis têm usado aplicativos para celular que projetam como a mobília ficará no cômodo diretamente na câmera do aparelho.

Você já conhecia todos esses exemplos? Nos conte aqui nos comentários e diga se conseguiu pensar em mais algum!

O que é o consumidor phygital?

O consumidor phygital é aquele que interage de forma híbrida com os mundos virtual e real. Por exemplo, um cliente assim busca lojas de roupas com diferenciais que deixem a sua experiência muito mais tecnológica, amigável e integrada. Isso faz com que sua jornada de compra seja mais personalizada.

Outra característica fundamental do consumidor phygital é o seu engajamento. Em geral, pessoas com esse perfil buscam comprar pela experiência. Por exemplo, a comodidade de ter um cartão pré-pago em um evento para decidir a alimentação e o setor escolhido previamente.

Quando e como surgiu a “figitalização”?

O termo “phygital” surgiu oficialmente em 2013, com uma agência de publicidade australiana chamada Momentum. Contudo, esse formato começou a dar seus primeiros passos logo durante a ascensão do uso dos smartphones e outras tecnologias, como a inteligência artificial e realidade aumentada.

Atualmente, nós estamos na “terceira geração da internet”, a web 3.0 ou só web3. Ela consiste em uma rede descentralizada e cada vez mais integrada com o mundo físico. Dessa maneira, cada vez mais é preciso elaborar o plano de negócios para loja de roupas pensando nessa união, por exemplo.

Quais são os impactos do phygital?

O phygital chegou para revolucionar o mercado. Por exemplo, em uma loja de roupas, o cliente precisa de uma jornada de compra cada vez mais personalizada, as decisões precisam ser mais estratégicas etc. Isso leva a um aumento nas vendas, mudanças em matrizes BCG e mais satisfação do consumidor.

Por esse motivo, é fundamental que os empreendedores estejam de olho em como transformar o seu negócio em phygital. Isso vai fazer com que seu estabelecimento fique sempre em evidência e cada vez mais os clientes sejam fidelizados. Quer saber como fazer isso? Então, acompanhe no próximo tópico!

Como ser phygital?

O primeiro passo para se tornar phygital é analisar os multicanais de venda: o omnichannel. A partir disso, a integração entre o mundo real e virtual será mais prática e fácil. Conheça nossos 5 passos para ser phydigital:

1. Dê atenção ao omnichannel

Em outro post, já te explicamos o que é omnichannel e como ele pode ser aplicado no varejo de moda. Para refrescar sua memória, esse termo diz respeito a uma abordagem de venda integrada em diferentes canais. Acredito que já deu para entender onde eu quero chegar com isso, não é mesmo?

Ou seja, se o phygital é a integração entre experiências de compras reais e virtuais, nada melhor do que integrá-lo com o omnichannel. Dessa maneira, converse com os seus clientes em vários canais, envolva seu público com a sua marca e deixe o consumidor como o centro das atenções.

2. Faça ações entre o online e offline

Para integrar o ambiente físico com o virtual, você pode começar pelo básico: as vendas pelo WhatsApp. Simples assim. Por esse canal, seu consumidor pode ver o catálogo, tirar dúvidas sobre as especificações do produto e, ao fim da jornada de compra, retirar a compra presencialmente na sua loja.

Para começar no figital você não precisa de muito, basta iniciar. Não adianta se comparar com gigantes do mercado, com milhões de dólares em orçamento para investir na tecnologia. Pense que mudar a estratégia para os seus clientes vai fidelizá-los ainda mais e te destacar da concorrência próxima.

3. Use a tecnologia a seu favor

O mundo atual está cada vez mais conectado. Por esse motivo, invista em tecnologias que envolvam os smartphones, uso de QR codes etc. Nesse caso, seu cliente pode ficar cada vez mais imerso na integração entre o mundo real e virtual. Assim, vai ficar cada vez mais interessado em comprar na sua loja.

Uma opção relativamente barata para iniciar no phygital é recorrer ao dropshipping. Ele é uma modalidade de entrega, na qual o lojista atua como intermediário entre o consumidor final e um distribuidor terceirizado.

mão de pessoa usando um totem de autoatendimento

4. Invista em novas experiências

Como você já deve ter percebido ao longo deste post, a experiência do usuário é o que mais importa na estratégia phygital. Nesse caso, você pode investir em novas estratégias para se destacar dos outros concorrentes.

Uma maneira de fazer isso é recorrer à criação de conteúdos para as redes sociais. Afinal, seu consumidor está lá para se distrair. Ao marcar a presença na internet, a integração entre o online e o offline será muito mais fácil. Além disso, aumentará o grau de engajamento entre os seus clientes e sua marca.

5. Não se esqueça do pós-venda

O pós-venda é um dos pontos que muitos lojistas acabam pecando. Quem aqui nunca comprou alguma coisa e depois se sentiu desamparado porque não sabia com quem tirar dúvidas ou reclamar sobre o produto? Não deixe essa etapa de lado!

A preocupação com o bem-estar do seu consumidor pode acontecer por meio de uma mensagem para saber como foi a compra. Outra opção é recorrer à presença nas redes sociais, por meio de depoimentos de clientes, parcerias etc.

Para iniciar no mundo phydigital, você não precisa de um investimento milionário. Basta se planejar e saber o que se espera da integração entre o real e o virtual. Para isso, recorra às nossas dicas, busque novas estratégias e, claro, acompanhe sempre o nosso blog para ficar por dentro de novas estratégias e dicas para empreendedores.

Além de saber como unir as experiências digitais e físicas, um bom empreendedor tem as melhores estratégias para elevar seus lucros e fidelizar os clientes. Isso deve acontecer desde o controle de estoque até a escolha dos fornecedores. Por exemplo, veja como comprar roupa para revender e melhore seu faturamento!

Até a próxima e bons negócios!

Avalie este post

Compartilhe este Conteúdo

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on email

Deixe um comentário