Marketing para black friday: o guia completo para sua loja infantil

O evento da Black Friday é o acontecimento do ano para os lojistas e consumidores! A última sexta-feira de novembro cativa milhares de pessoas para ir às compras, seja em lojas físicas ou online, por isso é uma grande oportunidade para expandir a marca e fidelizar novas clientes. Aprenda como fazer o marketing para black friday na sua loja de roupas infantis com o Grupo Brandili, empresa consolidada há décadas.

Aproveite as dicas de estratégia que preparamos – arrase nas vendas!

Entenda como começou a Black Friday no Brasil

O evento faz parte do comércio brasileiro desde 2010 e, na época, mais de 50 empresas do varejo fizeram parte do movimento. Esse foi o início de um grande sucesso!

Nas edições posteriores, 300 lojas virtuais aderiram ao evento e conquistaram um aumento de 80% nas vendas, em relação à primeira edição.

Em 2013, foi a primeira vez que o mercado online mostrou a sua força, já que movimentou R$770 milhões durante as campanhas, e o crescimento seguiu pelos anos seguintes.

Tanto potencial de crescimento que, segundo a Ebit/Nielsen, os comércios online movimentaram R$4 bilhões durante os dias 26 e 27 de novembro de 2020, isso representou 25% a mais de vendas que o ano anterior.

A Black Friday é só na sexta-feira?

As análises tiradas com os dados é que as antecipações contribuíram para aumentar as vendas, por isso que antes da data já encontramos propagandas do tipo “Esquenta Black Friday”, “Começou antecipado”, “Aqui já é Black!” , “Black Week”, etc.

Segundo Júlia Ávila, líder da Ebit/Nielsen, os dias antecedentes à Black Friday também são relativamente maiores que o padrão. Prova disso, as vendas aumentaram em 30,1% uma semana antes do dia oficial, com faturamento de R$6 bilhões. Por isso, o esquenta ganhou relevância!

Em suma, faça apenas na sexta-feira se quiser seguir o tradicionalismo americano, porém o mercado brasileiro se mostra preparado com até 7 dias de antecedência. Sendo assim, prepare-se para o grande dia com as estratégias a seguir.

7 dicas de como fazer um bom marketing para black friday

O marketing é fundamental para colocar a loja no mapa e atrair mais pessoas à ela. Alias, seguir as estratégias de planejamento e organização corretamente permite que o grande dia seja um sucesso, mesmo para as lojas físicas que não possuem site. Sabendo disso, nós vamos compartilhar as estratégias que funcionam no Black Friday, continue lendo para conhecer.

1. Promova em redes sociais

Instigar o público é a chave. Para isso, é preciso realizar campanhas de marketing nas redes sociais. Por exemplo, realizar post informando os descontos, as peças de roupas que estarão em promoção e até convidar influenciadores. Em lojas de roupa infantil, focar em personagens, desenhos e séries infantis em alta nas redes sociais é uma excelente estratégia.

Faça live com convidados infantis, grave vídeos criativos e nunca deixe as postagens somente no automático, isso traz pessoalidade e humanização à loja, logo, a internauta se conecta com você. Aproveite também para fazer ações de sorteio online ou algum outro tipo de postagem interativa.

2. Atualize os dados da loja

Localização, telefone, whatsapp, email de contato, formas de pagamento e horário de atendimento precisam ser atuais e verdadeiros. Semanas antes, comece a informar os seus clientes da loja física e crie alguma ação para atualizar os dados e criar aquela lista de transmissão!

Um cliente pode facilmente desistir da compra porque não consegue entrar em contato com a loja para uma informação a mais. Por isso, faça uma conferência em todas as redes sociais e, se necessário, atualize!

3. Comunique com a persona da loja

Durante as campanhas nas redes sociais, fale diretamente com a persona da loja. Essa estratégia é ótima para chamar a atenção, criar proximidade com o público e desenvolver um vínculo.

Fale como seu público gosta, isso porque a forma que uma mãe de 30 anos se comunica é diferente de avós, mesmo que ambas estejam procurando roupas infantis.

Portanto, identifique a persona da loja e faça as campanhas destinadas, elas que comprarão o seu produto e possuem mais chances de serem clientes fiéis posteriormente. Deixe bem claro à elas, as vantagens de comprar nessa data e não deixar para nenhum outro momento.

4. Planeje as promoções com antecedência

Trace um plano de descontos previamente. Para isso, calcule os custos fixos e variáveis, investimento e lucro, apenas com esses dados você conseguirá estabelecer descontos sem que a loja fique no prejuízo. Depois, invista massivamente na divulgação das promoções!

Se for preciso, crie um produto exclusivo. Um combo de peças, ou peças de uma determinada marca com algum bônus de acessório, investir em um determinado produto bastante procurado ou criar um de acordo com o que a sua persona procura, pode ser a estratégia que faltava.

5. Organize o estoque

Com a verificação dos custos de cada produto é possível estabelecer quais entrarão no Black. Por exemplo, blusas infantis são ótimos produtos para oferecer descontos, pois é possível criar combinações com calças, saias, calçados e acessórios para montar um visual completo.

Pense nessa estratégia e organize um estoque mínimo para esse evento selecionando produtos que se complementam. Pense previamente no seu estoque de verão e veja se há alguma aposta muito positiva que deve ser lançada nesse dia.

6. Invista no selo Black Friday Legal

Se você também possui um e-commerce, o selo em questão é uma marca concedida pela Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico (camara-e.net) que credibiliza a loja online. É uma estratégia para evitar que a famosa “Black Fraude: tudo pela metade do dobro” aconteça.

A Câmara concede a certificação apenas às lojas online que seguem o código de ética do consumidor e da campanha, por isso, as consumidoras analisam, compram e confiam nos sites que conquistaram o selo.

7. Invista no visual

A qualidade visual influencia, e muito, na decisão de compra da consumidora. Fotos com boa resolução, de diferentes ângulos e ambientadas, essas características contribuem para que as pessoas desejem os produtos e sintam vontade de usar as roupas, por exemplo.

Utilize programas de edição online para criar imagens visualmente bonitas, principalmente para os posts promocionais de descontos.

Invista em uma vitrine super atrativa, o ideal é que realmente tenham peças e looks bonitos, de qualidade e da estação em alta, se não, corre o grande risco da sua loja ser esquecida no dia do evento.

Ah, não fique somente no diferente. Crie combinações de looks básicos para a criançada, essa é uma boa época para as mamães comprarem um estoque de camisetas brancas e bermudas jeans, por exemplo. São itens simples que podem ter uma grande saída.

O que não fazer na Black Friday? 6 erros comuns

Desde 2010 estamos acompanhando a Black Friday e os erros que aconteceram nos primeiros anos já não são aceitáveis atualmente. Leia os tópicos a seguir para aprender com o Grupo Brandili as estratégias que não funcionam e nem devem ser praticadas.

1. Não atender às expectativas

Esse é um erro comum que lojas de todos os tipos cometem e que causam inúmeros prejuízos à marca, prometer demais e não cumprir. Por isso, faça campanhas contando com o alcance delas.

A propósito, essa situação pode acontecer como um imprevisto, dentre eles destacamos um: imprevistos com fornecedores faz com que não tenha os produtos prometidos na loja. Portanto, planeje-se e escolha bons fornecedores.

2. Fazer propaganda enganosa

Realizar campanhas enganosas é um erro gravíssimo que, segundo o Código de Defesa do Consumidor, é crime e para o marketing empresarial é ruim, já que frustra as expectativas do cliente e cria uma imagem negativa da empresa.

O que configura uma propaganda enganosa é divulgar produtos com informações falsas, por exemplo: um vestido de algodão, sendo que, na verdade, ele é de poliéster. Seja verdadeira nas descrições de produtos e nos panfletos que for divulgar.

3. Fornecer descontos baixíssimos

Descontos de 10%, 15% ou 25% podem não funcionar durante esse evento, não são cativantes o suficiente. Durante a Black Friday o público está em busca de descontos altos, em suma de 50% acima.

Portanto, faça o markup dos produtos e encontre um valor vantajoso para você que se encaixe nesse padrão. Caso o seu desconto máximo seja de 25%, procure aplicá-los em produtos que realmente compensam para o consumidor, ou crie combos interessantes.

Além desses descontos, a estratégia de dar brindes também é uma alternativa interessante quando não é possível reduzir tanto o preço. Por isso, veja peças que combinam entre si e faça uso do famoso: “compre 1 e leve 2”.

4. Ter poucas formas de pagamento

Limitar as formas de pagamento é perder vendas e deixar o cliente insatisfeito.

Sabendo disso, esteja preparado para receber em dinheiro, boletos, pix, cartões de todas as bandeiras (Master, Visa, Amex, etc.), além de ter uma maquininha de cartão que aceite pagamentos por QR Code e cartões virtuais. Adapte-se para não perder vendas!

Nesse dia, as pessoas querem aproveitar o máximo de lojas possíveis, sendo assim, agilize o pagamento e automatize o quanto for possível.

5. Cair a qualidade

Comprar produtos inferiores na tentativa de ganhar mais dinheiro é uma forma de enganar o público. A sua cliente conhece quando a qualidade do produto muda repentinamente, principalmente as fiéis. Mantenha a qualidade para agradar as clientes que já compram e conquistar novas.

6. Subir os preços um pouco antes

A famosa Black Fraude, como dito anteriormente. Essa variação de preço prejudica a reputação da loja, seja ela física ou online. Aliás, existem plug-ins na internet que medem a variação de preço no comércio eletrônico, dentre eles o “Baixou”.

O usuário que tem o Baixou instalado no computador consegue analisar as variações de preços através de um gráfico que mostra qual o maior e menor preço do produto cadastrados durante 3, 4 ou 5 meses anteriores. Além disso, mostra se há outras lojas oferecendo mais barato.

Evite esses erros para fazer uma Black Friday limpa – aproveite para conquistar novas clientes e fortalecer a reputação da sua loja.

Aprenda como vender pós Black Friday

Segundo Philip Kotler, conquistar novos clientes apresenta um custo 6 vezes maior que manter os que já existem. Por isso, ter uma visão sistêmica no pós Black Friday é tão importante. Conhecendo isso, as estratégias a seguir vão nortear as suas decisões, confira:

Mantenha a comunicação

Os dados fornecidos pelas clientes são a chave para continuar vendendo nos próximos meses. Email, whatsapp, redes sociais e outras formas de comunicação são cruciais para continuar o atendimento pós-venda e engajar a cliente com a sua loja.

Aliás, você pode realizar enquetes para saber a opinião sobre os descontos, produtos e atendimento, esse feedback ajuda a identificar os pontos fortes e fracos e onde investir.

Ofereça produtos que completam compras anteriores

Assim como Steve Jobs diz, o cliente não sabe o que quer até que mostre à ele. Com isso em mente, ofereça produtos que fazem sentido com a compra anterior.

Dessa maneira, ao vender blusas ofereça calças, saias, jardineiras e shorts e vice-versa. Ao vender um tênis ofereça meias, e assim por diante.

Inclusive, leve em consideração o motivo da compra. Por exemplo, uma mãe comprou macacões para a filha de 6 meses, dentro de 2 meses as peças já não servem mais. É o momento ideal para oferecer um voucher para atender às necessidades do momento.

Dê benefícios para fidelizar

Vouchers, descontos progressivos, brindes, fretes grátis, programas de fidelidade, consultorias e ofertas exclusivas são opções de benefícios para fidelizar as consumidoras. Dessa forma, continuam com experiências positivas e aumentam as chances de repetirem as compras.

Chame para novos eventos

Por fim, convide para outros eventos temáticos como natal, reveillon, carnaval, etc., ou mesmo para algum outlet em diferentes épocas do ano. Mostre que o evento que está programado é tão interessante quanto a Black Friday, dessa forma o cliente que já tem uma memória positiva se sente atraído a participar.

Aprendeu como aproveitar a Black Friday?Prepare-se para o sucesso da última sexta-feira de novembro com as nossas dicas e entenda o comportamento do consumidor no varejo da moda online, leia para aprender como usar a internet a seu favor e agradar ainda mais suas clientes!

Nos vemos no próximo post!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Deixe um comentário