O que é Promoção de Vendas, como executar e exemplos

Se você tem uma loja, sabe bem que a promoção de vendas nunca sai de moda. O ato de baixar os preços ou oferecer condições especiais de compra tem grande potencial de trazer resultados excelentes para o lucro do seu negócio e até mesmo a fidelização de clientes, então é preciso saber como aproveitar a estratégia ao máximo.

E isso não requer medidas mirabolantes ou investimentos altos não! Neste post, o Blog Amor Por Empreender ensina tudo sobre a elaboração de promoções de vendas de forma simplificada e perfeitamente acessível a micro e pequenos empreendedores do setor de varejo de moda. Acompanhe a leitura e veja como planejar suas ações do zero.

O que é promoção de vendas e para que serve?

A promoção de vendas nada mais é do que uma ferramenta de marketing usada para elevar o desempenho comercial e dar mais visibilidade para uma loja. Em outras palavras, ela serve para providenciar lucros a lojistas e tornar o seu estabelecimento mais reconhecido.

Considerando que a palavra “descontos” é altamente atrativa ao público, nada é mais eficaz para movimentar um negócio do que isso – no Brasil, a prática de aproveitar ofertas já faz parte da cultura consumidora.

Essa estratégia precisa contar com vantagens oferecidas por um tempo limitado que incentivam a compra. Com a promoção de vendas, podemos lançar serviços/produtos novos no mercado, fidelizar consumidores e movimentar o estoque com uma probabilidade maior de sucesso.

Quais são os tipos de promoção de vendas?

Como você viu, a promoção de vendas pode ser extremamente valiosa para o sucesso de um negócio. No entanto, o processo exige a confecção de estratégias e cuidados.

Não basta apenas pendurar um adesivo de ‘liquidação’ na vitrine: é preciso planejar a ação nos mínimos detalhes e personalizá-la com base no público-alvo e na meta do negócio. Para isso, vamos começar conhecendo quais são os 4 principais tipos de promoção de vendas.

1. Descontos únicos ou progressivos

O tipo de promoção de venda mais realizada em lojas de todos os segmentos é o desconto. Ele pode ser aplicado individualmente em cada produto ou num modelo progressivo (quando o desconto aumenta a partir da quantidade de itens comprados).

Olhe só como isso se parece na prática: uma loja de moda coloca 10% de desconto em uma peça, 20% na segunda e assim por diante. Se uma pessoa comprar 5 peças, a quinta sairá pela metade do preço.

Para definir qual será o desconto oferecido, você precisa considerar o preço que pagou ao fornecedor pelo produto, os impostos, a mão de obra, as comissões e outras variáveis. Principalmente para micro e pequenas empresas, é essencial que o preço do produto não seja menor do que o seu custo total para o caixa.

Dessa forma, você evita o principal risco da promoção de vendas por desconto: a probabilidade de acabar saindo no prejuízo. Faça um bom controle financeiro de vendas e analise a margem de lucro que pretende obter e quais os ‘sacrifícios’ que pode arcar. Por exemplo, caso tenha um produto novidade que esperava obter 100% de lucro, pode diminuir para 75% ou até 50%.

2. Queima de estoque (liquidação)

Ideal para quem está com produtos parados no estoque ou apenas precisa atualizar o seu mix de produtos, a queima de estoque é uma promoção de vendas que consiste em oferecer descontos de forma mais agressiva. Isso pode reduzir a sua margem de lucro ao mínimo, então recomendamos somente caso precise evitar a obsolescência ou até a perda de muitos itens.

Leia também: As vantagens do método UEPS de controle de estoque.

3. Distribuição de brindes

Essa estratégia é utilizada por lojistas que já têm um certo lucro acumulado, pois exige investimentos. Para centros de vendas bem estabelecidos, o ato de distribuir brindes é capaz de aproximar os clientes da sua marca e aumentar as chances de fidelização.


Na realidade de uma loja de roupas, você pode oferecer um par de meias a cada compra ou até doces como brindes para as crianças, caso trabalhe moda infantil.
Mas atenção para um detalhe: se os brindes foram distribuídos no estilo “compre e ganhe”, é necessário ter a autorização do governo para aplicar esse tipo de promoção.

4. Promoções sazonais

Durante o ano, há inúmeras datas que podemos aproveitar para aplicar uma promoção de vendas. O Natal, o Dia das Mães, Dia das Crianças e a Black Friday são alguns dos exemplos de dias ou épocas em que o comércio fica exponencialmente mais movimentado e os consumidores ficam à procura dos preços mais baixos.

Leia também: Como lidar com a sazonalidade na sua loja.

Como planejar uma promoção de vendas?

E então, identificou qual tipo de promoção de vendas é o mais vantajoso para aplicar no seu negócio? Independente de qual seja, saiba que um planejamento prévio e detalhista é o principal fator que determina o sucesso da estratégia e o retorno esperado. Afinal, estamos falando de conceder benefícios e baixar preços, fatores de risco para qualquer empresa.

Por isso, um bom preparo e responsabilidade da gestão são indispensáveis e, somente com essas questões em dia, você pode organizar uma promoção de vendas que esteja de acordo com as leis, que preserva a credibilidade da sua loja e que, claro, agrada os clientes sem resultar em problemas financeiros.Acompanhe o nosso passo a passo:

1. Defina os seus objetivos

A primeira etapa é definir aonde você quer chegar com a promoção de vendas. Alguns dos objetivos mais comuns são aumentar as vendas, testar a aprovação de um novo produto, liquidar o estoque e atrair novos clientes ou público-alvo. Dependendo da sua resposta, a estratégia que deve ser aplicada muda completamente!

2. Calcule o investimento necessário

Após entender quais são os seus objetivos e qual a estratégia de promoção de vendas que expomos acima vai usar para alcançá-los, você precisa calcular quanto terá que investir. Quase toda promoção exige custos, mas o importante é lembrar que nem sempre o retorno será imediato: ele pode vir depois, com a fidelização de clientes ou o aumento do ticket médio.
Há métodos (como o de brindes e o de sorteios) que exigem um investimento monetário bem definido, enquanto há outros (como o da queima de estoque e o de promoções sazonais) cujo custo requer mais planejamento e realização de orçamentos, pois pode envolver despesas com decoração, com a contratação de novos funcionários e semelhantes.

3. Determine as regras da promoção de vendas

Vários dos riscos da promoção de vendas (entenda mais sobre isso abaixo) podem ser evitados com a definição precisa das regras e condições da promoção de vendas. As letrinhas pequenas ao final do anúncio são importantíssimas! Por mais simples que possa ser a estratégia, crie um regulamento e publique-o no Instagram ou Facebook da loja.

O texto deve incluir informações como as condições para obter o desconto ou brinde, as implicações legais e o início e término da promoção de vendas. Só tome cuidado para não complicar demais esse regulamento, pois ações que exigem autorização, por exemplo, requerem apoio jurídico para serem elaboradas.

4. Escolha um prazo para a promoção

Um dos principais fatores que tornam a promoção de vendas tão atrativa é a sensação de urgência que ela desperta nos consumidores. É essencial que você defina um prazo de início e término do evento, ou então ao menos adicione a informação: “a promoção vale até que dure o estoque”.

Ah, e priorize escolher alguns dias ou até semanas do que apenas um dia, pois isso oferece mais chances e oportunidades de compras para mais pessoas.

5. Não economize na divulgação

O último passo para planejar uma boa promoção de vendas é investir bastante na divulgação. Pode ser por panfletos, banners, adesivos, folders, comunicativos digitais, mensagens profissionais pelo WhatsApp ou até anúncios pagos e posts patrocinados em ferramentas como o Facebook Anúncios e o Google Ads, por exemplo.

O importante é garantir que a notícia da sua promoção de vendas alcance o máximo de pessoas que possam se interessar, sempre lembrando de praticar as boas práticas do marketing (evitar spam, compra de contatos, etc.) na divulgação.

Problemas mais frequentes nas promoções de vendas

Para finalizar o post, precisamos ressaltar quais são os possíveis riscos e problemas que podem surgir durante a elaboração da promoção de vendas e as formas de evitá-los. É importante que você conheça-os para conseguir prevenir a tempo de reduzir os danos a sua loja. Confira:

  • Terminar com um estoque parado depois de uma estratégia mal sucedida – para evitar, a divulgação precisa boa;
  • Sofrer acusações de fraude em casos de descontos manipulados – consulte previamente um contador ou advogado especialista;
  • Acabar com o estoque antes do fim marcado na promoção – faça promoções somente com produtos que tem em grandes quantidades e esclareça na divulgação que estão sujeitos a acabar;
  • Não calcular ou calcular mal os descontos e acabar com prejuízo – novamente, a importância de consultar contadores e fazer um bom planejamento se mostra grande;
  • Sofrer multas, proibições ou outras penalidades legais em caso de promoções não autorizadas – evite-as com um bom conhecimento das legislações regulamentadoras.

Diante do conhecimento dessas questões, você pode definir estratégias de marketing certeiras, seguir boas práticas e buscar apoio jurídico e contábil da forma adequada para realizar a promoção de vendas.

Para seguir aprendendo mais sobre o mundo de empreendedorismo, confira outros posts do Blog Amor Por Empreender que você pode gostar:

Diferença entre MEI e ME: entenda as características de cada um;

Como fazer um bom recrutamento de pessoas;

Visão sistêmica: o que é e por que é importante.

Compartilhe este Conteúdo

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on email

Deixe um comentário