O que é empreendedorismo feminino? Entenda tudo o que precisa saber!

O empreendedorismo feminino é a movimentação de negócios idealizados e liderados por mulheres. Ele é marcado justamente pela iniciativa feminina e pode ser uma excelente alternativa para as mulheres que desejam participar do mercado de trabalho com o seu próprio negócio — ação que traz diversas vantagens pessoais e sociais.

Quer entender o que faz a presença de empreendedoras no mercado tão essencial? Continue lendo!

Qual é a importância do empreendedorismo feminino?

Não tem como pensar em qualquer tipo de empreendedorismo sem falar sobre economia, não é mesmo? Ao analisar especificamente o impacto econômico das mulheres no mercado, estamos falando de trazer visibilidade e oportunidades para uma classe que, na história, não recebeu esse destaque.

Muitas mulheres resolvem se aventurar no universo dos negócios por um motivo central: necessidade. As causas são diversas: baixa renda, abandono paterno/conjugal, dependência financeira etc. No entanto, ao procurar por um emprego, há diversas questões que impedem e até tornam o processo inviável.

Sem contar o quão grande é a dificuldade de nós, mulheres, conseguirmos um bom emprego. Afinal, os grandes preconceitos do tipo: “sexo frágil” ou “ela pode ser mãe, isso vai atrapalhar sua carreira” são constantemente utilizados no mercado de trabalho, por homens — ou, até mesmo, por outras mulheres — para justificar desigualdades entre gêneros.

Para comprovarmos a desigualdade de gênero presente em nosso país, vale apontarmos as taxas registradas pelo próprio IBGE no ano de 2016, em que apenas 39,1% dos cargos de gerência e liderança são ocupados por mulheres.

Embora pareça uma quantidade relativamente alta, vale ressaltar que os 60% dos cargos restantes são ocupados por homens, um ponto estranho, visto que mais da metade da população brasileira é formada por mulheres — muitas das vezes, com um grau de escolaridade maior do que o público masculino.

Uma mulher empreendedora é responsável por diminuir cada vez mais esse tipo de negócio e mostrar que sim, todas nós podemos estar à frente de grandes projetos.

Para você que gosta de se inspirar em grandes mulheres, um bom Luiza Helena, dona de uma das maiores lojas varejistas do Brasil, a tão conhecida Magazine Luiza.

Tire suas dúvidas! 15 perguntas mais frequentes sobre empreendedorismo

Vantagens do empreendedorismo feminino para a sociedade

A presença feminina na liderança de grandes negócios, como o da Magalu — ou até mesmo, os pequenos! — pode fazer uma grande diferença para muitas outras mulheres.

Algumas das vantagens que o empreendedorismo feminino pode trazer para toda a sociedade e que merecem ser destacadas aqui em nosso blog são:

  • Aumento da voz feminina;
  • Network entre uma comunidade de mulheres;
  • Independência econômica;
  • Flexibilidade de jornada;
  • Diminuição da violência contra mulheres;
  • Inovação de mercado.

Vale ressaltar que muitas mulheres começam do baixo, e que, para obter-se resultados com lucros notáveis é muito importante ter uma rede de apoio que ajude com o crescimento do negócio.

Desafios que uma mulher pode sofrer empreendendo

Uma pequena loja de roupa ou uma deliciosa doceria podem ser o pontapé de um grande negócio, mas antes disso, empreender e investir em novos ares podem trazer grandes desafios para qualquer negociante — principalmente para mulheres!

Os principais desafios que uma mulher pode sofrer — e sofre! — estando em posições de liderança são:

Discriminação e barreiras financeiras

Como falamos anteriormente, a discriminação se mostra presente em nossa sociedade constantemente. Muitos se enganam em pensar que ela se limita a apenas uma vaga de emprego ou um salário inferior entre homens e mulheres.

O preconceito entre gêneros pode prejudicar mulheres empreendedoras em diversos outros fatores como: a desvalidação dos clientes ou até mesmo dos bancos — fatores muito importante para quem está iniciando.

Para diminuir essa discriminação, e ajudar as mulheres a crescerem com um plano de negócios sólido e consistente, o próprio governo federal lançou um sistema de apoio crediário que ajuda e oferece benefícios para mulheres empreendedoras.

Os benefícios oferecidos pelo governo, especialmente para as mulheres negociantes, são:

  • Caixa pra Elas;
  • BB pra Elas;
  • Basa pra Elas;
  • BNB pra Elas.

Todos esses benefícios são essenciais para ajudar a movimentação da economia e o aumento da presença feminina no mercado de trabalho.

Para saber como lidar com as questões financeiras de seu negócio, veja também: O que é crediário, como funciona, vantagens e desafios

Carga horária dobrada e jornada dupla de trabalho

Boa parte das mulheres empreendedoras são também mães e donas de casa. Isso exige uma flexibilidade muito maior do que o comum.

Gerenciar uma empresa, negociar com os comerciantes, conquistar novos clientes e, ainda por cima, cuidar de uma casa, exigem um tempo dobrado — sim, quase 24h de um dia! Por esse motivo, é muito importante que toda empreendedora tenha um preparo físico e mental para enfrentar todos os outros problemas e desafios de um negócio.

Assédio

Outro desafio muito presente na vida de qualquer mulher brasileira é o assédio físico e moral. O assédio é ainda mais avançado quando as mulheres estão em uma posição superior a um homem.

O Ministério de Trabalho afirma que esse tipo de opressão pode ocorrer por meio de diversas formas, como: difamação em público; divulgação de boatos sobre a moral de uma mulher; abuso de poder; agressão física e mental, entre outros.

Pequenas situações como essas podem levar as mulheres empreendedoras a desistirem de seus sonhos.

Para você que está começando a empreender, nós, do blog do Grupo Brandili, temos um recado: não desista! Por mais que existam grandes desafios, conforme o passar do tempo, tudo pode ficar mais fácil. Ainda mais, se você continuar acompanhando todas as nossas dicas sobre empreendedorismo.

Em que dia surgiu o empreendedorismo feminino?

Desde o ano de 2014, o Dia do Empreendedorismo foi definido como 11 de novembro em mais de 150 países, incluindo o Brasil. A decisão foi tomada pela própria Organização das Nações Unidas (ONU).

Mais especificamente, foi uma iniciativa tomada pela ONU mulheres, que visa ressaltar o impacto econômico e social do protagonismo feminino no mundo dos negócios.

Empreendedorismo feminino: tipos de negócios para mulheres

No mundo do empreendedorismo não há espaço para frases como: “Isso não é coisa de mulher”. Uma mulher pode ter o tipo de negócio que ela quiser e preferir, desde que ela entenda sobre o assunto e tenha conhecimentos básicos junto a uma visão sistêmica para fazer os seus investimentos.

Negócios no ramo da moda, beleza e alimentício são as principais apostas entre mulheres empreendedoras. Contudo, absolutamente nada, impede uma mulher de explorar novos ares, um mercado varejista ou até mesmo da educação!

Para você investir em um novo negócio, é sempre importante se preocupar em escolher algo que você goste e se identifique bastante. Afinal, será com isso com que você irá trabalhar diariamente por um próspero período de tempo.

No blog Amor por Empreender, criamos conteúdos como este para auxiliar todas as mulheres que sonham em empreender. Já no Grupo Brandili, temos duas oportunidades de negócio para você concretizar o seu sonho: o Revenda Brandili e o Loja Especializada Brandili. Conheça-os e conte conosco em todas as etapas da sua jornada empreendedora!

Dica extra: veja as nossas 15 indicações de filmes sobre empreendedorismo e se inspire em histórias incríveis de superação e sucesso!

Avalie este post

Compartilhe este Conteúdo

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on email

Deixe um comentário